Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Slow Living Matters

Viver com ansiedade rouba momentos deliciosos, de prazer e felicidade, por isso há que aprender a viver com ela e viver com calma, no agora, porque a vida nem sempre é um mar de rosas mas não é sempre escuridão.

Slow Living Matters

Viver com ansiedade rouba momentos deliciosos, de prazer e felicidade, por isso há que aprender a viver com ela e viver com calma, no agora, porque a vida nem sempre é um mar de rosas mas não é sempre escuridão.

Setembro 30, 2020

A meditação sempre esteve presente no mundo, dizem que há mais de 2500 anos, mas hoje em dia estamos mais conscientes desta prática e deixou de ser visto como uma seita ou algo do género.

A verdade é que a meditação ajuda-nos a manter a nossa mente presente ao invés de andar a divagar em mil e uma situações do dia, do passado ou do que ainda temos que fazer. É importante para todos. Obriga-nos a parar, nem que seja por uns meros 3 minutos, e para quem sofre de problemas de ansiedade é a prática ideal para aquietar.

Se eu já pratiquei? Confesso que sim, que já tentei mas não fui persistente o suficiente. Agora que o meu corpo pede desperadamente para parar decidi lançar-vos um desafio para me ajudarem a não desistir. 

O desafio trata-se do seguinte: vou utilizar o livro "3 minutos para meditar " de Christophe André para ajudar com a prática. Não vou copiar, seria pouco ético, mas vou colocar de forma resumida o exercicio para cada dia do mês. O livro é este, se tiver ou se tiverem oportunidade de comprar é só seguir a leitura.

 

 

3minutos.jpg

A capa é linda! 

 

Vamos começar um novo mês, os dias são mais frios e sabe bem um momento zen para saborear uma manhã fresca ou uma noite de geada. 

 Alinham comigo? Começa já amanhã. 

 

 

Setembro 20, 2020

Olá!

Estou ali ao lado como a Tótó mas decidi criar este blogue, com um outro intuito, que explico já a seguir. 

Pois bem, eu sofro de ansiedade e crises de pânico já há alguns anos, tenho sido sempre medicada e quando me sinto melhor vou fazendo o desmame, às vezes um bocadinho à bruta e passados uns meses corre mesmo muito mal.

Foi o caso deste mês. 

Em Maio tive uma situação complicada de saúde e armei-me em forte e tentei pôr ao máximo para debaixo do tapete. Uma das decisões foi de parar com a medicação porque mal não faz mas também não faz bem. E juntar tudo isso com a situação no trabalho que piorou depois do que me aconteceu, levou ao regresso dos ataques de pânico no trabalho, em casa, a desejar estar sempre em casa, comecei a ter pânico só de pensar a ter que ir a sítios e pronto, cá estou eu sem conseguir tolerar muito bem isto tudo outra vez.

Para além da medicação, faço terapia, mas ainda estou no início. As coisas estavam tão más que tive mesmo que procurar ajuda. E fica já o aviso, não somos fracos por pedir ajuda e isto mais vale ser logo no início e fazer as coisas como deve ser. Pois desta vez sinto-me mesmo esgotada, tenho dificuldades em suportar as situações do quotidiano, por mais simples que sejam e sinto-me muito mais fraca.

Estas coisas não matam mas moem e a longo prazo podem provocar outras maleitas. E eu não quero isso.

 

Por isso decidi criar este espaço,onde quero falar de ansiedade, principalmente de formas como mandá-la à m#$dinha, porque além de me ajudar, tenho a certeza que vai chegar a mais alguém e ficarei muito feliz por ajudar através da minha experiência. Portanto, quero aqui colocar idéias e conteúdos de como é possivel vivermos mais devagar, de tolerarmos as coisas menos positivas da vida, de aproveitarmos as pequenas coisas que nos acontecem, os momentos que temos connosco e com quem vale a pena, de criarmos mais empatia e solidariedade para o mundo.

 

Que sejamos um bocadinho mais felizes, slowly...é isso que mais importa.

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D