Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Slow Living Matters

Viver com ansiedade rouba momentos deliciosos, de prazer e felicidade, por isso há que aprender a viver com ela e viver com calma, no agora, porque a vida nem sempre é um mar de rosas mas não é sempre escuridão.

Slow Living Matters

Viver com ansiedade rouba momentos deliciosos, de prazer e felicidade, por isso há que aprender a viver com ela e viver com calma, no agora, porque a vida nem sempre é um mar de rosas mas não é sempre escuridão.

Novembro 08, 2020

Este será o meu primeiro licor.

 

Licor.jpg

 

Há 2 domingos atrás juntei romã e açúcar amarelo dentro de um frasco e guardei-o dentro de um armário pouco iluminado durante todo esse tempo.

Hoje juntei-lhe a aguardente, mexi e dentro de 2 meses e meio diz que está pronto a ser coado e provado.

Aqui vai a minha receita:

-200 g de açúcar amarelo 

-200 g de romã (só os bagos) 

-700 ml de aguardente 

 

Bom domingo ♥️

 

Outubro 19, 2020

Gosto muito de chuva, dá - me tranquilidade e quando podemos estar no sofá, embrulhadas em manta e aconchegadinhas n@ noss@ companheir@ ainda melhor.

Foi isso que pedi assim que começou a chover e é assim exatamente que estou neste momento e agradeço à chuva por isso, por me conceder esse meu desejo.

 

Quando cheguei da rua, depois de ter apanhado alguma chuva, tomei um chá e fui fazer a meditação do dia, que soube tão bem a ouvir a chuva e o vento. Enchi a casa com cheiro a doce de abóbora e cá estou eu, aconchegada e confortável, a ouvir os pingos de chuva a bater à janela. 

Sabe tão bem. Algo tão simples e que me enche tanto o coração de felicidade. 

Para aqueles que não podem de maneira nenhuma ter este privilégio, espero que tudo se alinhe para esse sentido. Para um abrigo. Para um aconchego. Para uma vida de conforto. 

 

Chuva.jpg

 

 

Outubro 15, 2020

Senta-te num local onde passa gente (sempre com o devido distanciamento e não se esqueçam da máscara). Entrega-te a esse momento, a tudo o que se passa à volta sem te prenderes a nada.

 

Observa as pessoas, de diferentes idades, aparências que passam à tua frente...

Apercebe-te que inconscientemente podes estar a julgá-las, se são bonitas, simpáticos, ou outra característica mas não precisas de combater isso, deixa que esses pensamentos não se alterem.

Todas essas pessoas, tal como tu, conheceram a tristeza, a infelicidade, desgostos, traições, a morte de pessoas chegadas, a doença, a angústia. Os simpáticos, os arrogantes, os ricos, os pobres. 

Somos todos peças frágeis e mortais e merecemos empatia, carinho, conforto e se todos juntos pensarmos um bocadinho assim, estamos a tornar felizes uma grande quantidade de seres humanos. 

 

Faz a tua respiração habitual e agracede as tuas lutas que te levaram a seres mais forte e às tuas alegrias que te esbocaram um grande sorriso no rosto. 

 

Sorris0.jpg

 

 

Outubro 03, 2020

Hoje é dia de parar. 

Observar o que nos rodeia. O céu, os pássaros, as flores, o vento, as pessoas. Apreciar o nosso chá, o nosso café, sentir o sabor dele na língua, a correr pela nossa garganta. 

O que achamos belo? Divertido?

Observa e se mesmo assim vier aqueles pensamentos do ontem ou do daqui a pouco, desvia a atenção deles. Respira.

Agora, basta apenas isto. 

 

observar.jpg

 

Setembro 20, 2020

Olá!

Estou ali ao lado como a Tótó mas decidi criar este blogue, com um outro intuito, que explico já a seguir. 

Pois bem, eu sofro de ansiedade e crises de pânico já há alguns anos, tenho sido sempre medicada e quando me sinto melhor vou fazendo o desmame, às vezes um bocadinho à bruta e passados uns meses corre mesmo muito mal.

Foi o caso deste mês. 

Em Maio tive uma situação complicada de saúde e armei-me em forte e tentei pôr ao máximo para debaixo do tapete. Uma das decisões foi de parar com a medicação porque mal não faz mas também não faz bem. E juntar tudo isso com a situação no trabalho que piorou depois do que me aconteceu, levou ao regresso dos ataques de pânico no trabalho, em casa, a desejar estar sempre em casa, comecei a ter pânico só de pensar a ter que ir a sítios e pronto, cá estou eu sem conseguir tolerar muito bem isto tudo outra vez.

Para além da medicação, faço terapia, mas ainda estou no início. As coisas estavam tão más que tive mesmo que procurar ajuda. E fica já o aviso, não somos fracos por pedir ajuda e isto mais vale ser logo no início e fazer as coisas como deve ser. Pois desta vez sinto-me mesmo esgotada, tenho dificuldades em suportar as situações do quotidiano, por mais simples que sejam e sinto-me muito mais fraca.

Estas coisas não matam mas moem e a longo prazo podem provocar outras maleitas. E eu não quero isso.

 

Por isso decidi criar este espaço,onde quero falar de ansiedade, principalmente de formas como mandá-la à m#$dinha, porque além de me ajudar, tenho a certeza que vai chegar a mais alguém e ficarei muito feliz por ajudar através da minha experiência. Portanto, quero aqui colocar idéias e conteúdos de como é possivel vivermos mais devagar, de tolerarmos as coisas menos positivas da vida, de aproveitarmos as pequenas coisas que nos acontecem, os momentos que temos connosco e com quem vale a pena, de criarmos mais empatia e solidariedade para o mundo.

 

Que sejamos um bocadinho mais felizes, slowly...é isso que mais importa.

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D